Operações da Polícia Federal têm descoberto quadrilhas especializadas em aplicar golpes contra os beneficiários do INSS (Instituto Nacional de Seguro Social). Os criminosos se aproveitam da necessidade de atualizações de informações e de outros casos para abordar os aposentados, conseguir dados pessoais, dados de cartão de crédito e senha, e realizar diversas fraudes como roubar o benefício e solicitar empréstimo consignado em nome do aposentado. Confira os principais golpes e se previna:

  1. Golpe do benefício bloqueado

O aposentado recebe a ligação de um falso atendente do INSS que o alerta que seu benefício está bloqueado por desatualização dos dados cadastrais. O falso atendente solicita CPF, endereço, data de nascimento, número do cartão do INSS, entre outras informações para que o benefício seja liberado.

  1. Golpe do agendamento de perícia médica

A perícia médica deve ser feita periodicamente por segurados de benefícios por incapacidade temporária ou continuada. Os criminosos fazem contato com as vítimas para agendar a consulta. Os falsos servidores solicitam informações como endereço, RG, CPF, dados bancários e até senhas em algumas situações.

  1. Golpe da prova de vida online

A prova de vida online, disponibilizada em função da pandemia de Covid-19, é usada para obter dados pessoais e bancários. Também são solicitados o envio por WhatsApp de uma foto atual e dos documentos digitalizados, possibilitando fraudes financeiras.

  1. Golpe dos atrasados a receber mediante taxa

Um falso atendente do INSS faz contato por e-mail ou telefone com a vítima e a informa sobre valores de benefícios atrasados que foram liberados para o segurado, com atualização e correção de juros. Também é cobrada uma taxa administrativa a ser depositada para liberação do pagamento. Essa cobrança é feita por um falso boleto ou por transferência de valores.

  1. Golpe da antecipação do 13º salário e consignado

Os criminosos, cientes da antecipação do 13º salário para os beneficiários no mês de junho, fazem contato para oferecer um adiantamento dos valores mediante uma taxa. O falso atendente de uma financeira solicita dados e cópia dos documentos para autorizar a operação. O aposentado paga a taxa e envia as informações, porém não recebe o dinheiro.

  1. Golpe do falso empréstimo consignado

No golpe do falso empréstimo consignado, os criminosos operam como agentes de financeiras e autorizam o crédito em nome da vítima. O dinheiro cai na conta do segurado, porém as parcelas com juros também. Para o golpista, a vantagem é ficar com as comissões que remuneram o agente de crédito e a instituição responsável por intermediar o empréstimo.

É importante saber que o INSS não entra em contato com os beneficiários para solicitar dados ou pedir envio de fotos ou documentos. Por isso, não atenda solicitações de dados por e-mail, mensagem ou telefone, também não clique em links enviados por SMS. O número usado pelo INSS para informar os cidadãos é o 280-41. Todas as mensagens enviadas podem ser conferidas na plataforma gov.br na seção MEU INSS, único local onde você deve atualizar dados ou enviar documentos.

 

Sindsul, sempre atento às informações que beneficiam os seus associados ativos e aposentados. 

CLIQUE no Link e Filie-se  https://portal.sindsul.org.br/contato.php?associar=sim    

 

Aposentados R$16,20 por mês.

Fale conosco:

João Wayne  (35) 9 9816 2222 – jw@sindsul.org.br

Gleison (35) 9 9969 7226  – gleison@sindsul.org.br

Santarosa (35) 99968 13301 santarosa@sindsul.org.br

 

 

Posts Recentes